História de Marcelo Vaz, Meu judô, minha vida!

sábado, 5 de março de 2011.
Meu nome é Marcelo Fonseca Vaz, natural de Formiga - MG, nascido em 12/01/83.

Aos 5 anos (1988) comecei minha vida judoísta, por incentivo de um antigo vizinho, o Michael, na Associação Esportiva de Judô em Formiga com o Sensei Mozart Souza. Lá foram 2 anos de ensinamentos e 2 campeonatos. Copa Cidade Divinópolis de Judô (1989) onde fui Vice-Campeão e o Torneio Cidade de Formiga de Judô (1989) onde fui Campeão. Ainda tenho essas medalhas.

Em dezembro de 1989, me mudei para Divinópolis – MG com a minha família. Minha vida judoísta deu uma pausa e eu busquei novas modalidades. Passei pelo futebol, tae-kwon-do, karatê, capoeira, mas nenhuma me segurava. Não era o que eu queria.

Em 1993, comecei a fazer natação no Estrela do Oeste Clube e por lá permaneci por quase 4 anos, sedo inclusive da equipe de competição Mirim, Petiz e Infantil, onde disputei vários campeonatos e meu melhor resultado foi um 5º lugar na temporada mineira de 95 na prova dos 100m borboleta.

Em agosto de 1996, numa discussão com o técnico Osvaldo Durinho, me desligo da equipe de natação do EOC e no mesmo mês volto ao Judô no Judô Clube Divinópolis.
Esta foi a melhor escolha que já fiz na vida! Com 15 dias de treinamento, volto a participar de um campeonato, desta vez em Sete Lagoas – MG, onde ainda com muitas dificuldades fui Vice-Campeão. Judô é como andar de bicicleta, pode até perder um pouco o jeito, mas você nunca esquece a arte do caminho suave.

Recomeçava aí minha vida judoísta em Divinópolis.

Entre 1996 e 2001, participei de várias reportagens na televisão e tive meu nome estampado em jornais quando o assunto era Judô.

Disputei vários campeonatos entre 1998 e 2001, onde fiquei de dezembro de 1996 a setembro de 1998 e setembro de 1999 a fevereiro de 2001 sem perder em campeonatos, que me renderam convites para participar de clínicas de judô nos EUA em 1999 e 2000, onde não pude comparecer na primeira ocasião, a menos de 1 semana p/ o embarque, por causa de uma lesão no LCA do joelho direito. Na segunda oportunidade também me lesionei, porém a causa maior foi a falta de recurso financeiro para participar (maldito patrocínio).

No ano 2000, (aos 17 anos) fui aprovado no vestibular de Educação Física na Universidade de Itaúna e começo a fazer o curso no ano de 2001.

De 2001 a 2004, a faculdade me impediu de praticar com freqüência o judô em Divinópolis, pois os horários de treinos eram os mesmos de aula, mas sempre dava pelo menos umas 2 ou 3 escapadas no semestre pra ir treinar. Muito pouco treinamento, mas muito para um apaixonado pelo esporte que nunca queria dar fim ao judô.

Em 2004, no 8º período de faculdade, participei do XXX Jogos Universitários onde me sagrei Campeão por equipes e Vice-Campeão individual absoluto de judô. Volta a ficar maior a chama competitiva dentro de mim e a vontade de ter o judô por perto depois de formado era ainda maior.

Em dezembro de 2004 me formo como Bacharel e Licenciado em Educação Física sob registro nº 008423-G/MG no Conselho Regional de Educação Física.

Em 2005 me mudei para Sto. Antônio do Monte - MG e fui trabalhar com a natação, mas sempre rodeava onde tinha um tatame.
No mesmo ano, me torno árbitro de natação de nível nacional da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos.
Voltei em 2005 mesmo para Divinópolis e fui trabalhar no Ferroviário Atlético Clube no bairro Esplanada como professor de natação.

Definitivamente em 2006 abandono a natação e volto aos poucos para o judô.

No ano de 2008 estava completamente re-integrado a modalidade e participo, mesmo com uma fratura no pé esquerdo, do campeonato mineiro de judô ficando na quinta colocação. Assumo o posto de auxiliar técnico do Judô Clube Divinópolis com o Sensei Marçal Júnior e Shihan Marçal Braga.

No ano de 2009, com o Patrocínio da Liderança Motos Honda de Divinópolis (nesse tempo todo o 1º patrocínio), me torno Campeão Mineiro por Faixas na classe Sênior categoria Meio Pesado. Como preparador físico e auxiliar técnico me consagro como Vice-Campeão Pan-Americano e 3º Colocado Ibero-Americano através do título do atleta João Vítor da Costa Ferreira.

Em abril de 2010, retorno para morar em Formiga, onde passo a treinar tecnicamente na Associação Águia Dourada do Sensei Fabiano Souza e continuo competindo e auxiliando a equipe do Judô Clube Divinópolis. Todos os sábados estou em Divinópolis para ministrar os treinamentos da equipe. Os treinamentos físicos dos atletas são acompanhados pela internet durante a semana e realizados testes aos sábados.
Também em abril começo a Pós-Graduação em Treinamento Desportivo pelas Faculdades Integradas de Jacarepaguá no Rio de Janeiro.
Em maio, disputei a Seletiva Nacional de classificação para o Pan-Americano Sênior de 2010 onde acabei na 4ª colocação.
Em julho boas notícias chegam online da Bolívia, onde as atletas do Judô Clube Divinópolis, Iasmim Silqueira e Maryane Braga se sagram Campeãs Pan-Americanas e eu fui o responsável pela preparação física e parte da preparação técnica e tática das atletas.
No mês de setembro disputo em Pedro Leopoldo – MG o Campeonato Mineiro de Judô e conquisto o 3º lugar e o direito de disputar o Campeonato Brasileiro em Brasília – DF e o convite para disputar no Chile o Pan-Americano de Judô Interclubes no mês de dezembro.
No mês de novembro termino minha Pós-Graduação e agora tenho o título de Especialista em Treinamento Desportivo.
 Há menos 2 meses do Campeonato Brasileiro das Ligas, sofro uma contratura muscular no vasto lateral da coxa esquerda e começo uma corrida contra o tempo com tratamento intensivo acompanhado pelo Ortopedista e judoca Dr. Ânderson Oliveira e pelo fisioterapeuta Daniel Lima que sempre me acompanham. Uma nova lesão no mesmo músculo, mas dessa vez uma ruptura parcial, me tira do Campeonato Brasileiro e do Pan-Americano Interclubes, me deixando de “perna pro ar” por 60 dias.
Muitas idas e vindas fizeram da minha história judoísta, uma história de superação e dedicação ao esporte que tanto amo. Há 23 anos nos tatames, não quero nunca mais me afastar!

O Judô é a minha vida, é a minha história!
Siga-me no Twitter @MarceloFejaoVaz

Nós do Judô Família Fontes queremos agradecer ao Marcelo por nos dar a oportunidade de publicar a sua história, assim como fizeram outros atletas e acredito que assim como fará também os atletas que tem lido essas histórias.

A história do Marcelo tem para mim como realmente uma história de superação, determinação e um amor verdadeiro pelo judô.

Assim como as outras histórias, essa veio para somar e mostrar o verdadeiro intuito dessa idéia que tivemos sobre publicar histórias de atletas, pois através disso iremos ajudar todos aqueles que por qualquer problema deixa de fazer aquilo que gosta, isso em todos os sentidos de nossa vida, não somente no esporte.

Obrigado Marcelo Vaz por acreditar em nosso trabalho e que Deus venha lhe recompensar em mil vezes essa confiança que nos proporcionou.

Envie também sua história para judofamiliafontes@gmail.com e não esqueça de anexar algumas fotos junto da história.
Divulgação Judô Família Fontes.
Ricardo Fontes

O Judô Família Fontes é patrocinado por:

1 Comentário:

Minhas Poesias Irradiantes disse...

Parabéns Marcelo Vaz esse esporte é Saúde em todos os Sentidos e gostei de saber sobre seu relato que: "Minha vida judoísta deu uma pausa e eu busquei novas modalidades. Passei pelo futebol, tae-kwon-do, karatê, capoeira, mas nenhuma me segurava. Não era o que eu queria". Sendo que algum tempo passado eu andei praticando um pouco das artes marciais relatadas, mas por questão profissional que a minha profissão exigia e apredi a gostar d+ de mais, ok!

Postar um comentário

 
Melhor Site de Estudo Bíblico